Irmã Maria Amelia 

Irmã Maria Amelia                    ND 5165                    PDF Download

(anteriormente, Irmã Maria Susete)

Amelia SCOPEL

Província da Santa Cruz, Passo Fundo, RS, Brasil

Data e local de nascimento:          24 de setembro de 1936      Carazinho, RS
Data e local da profissão:               12 de fevereiro de 1957       Passo Fundo, RS
Data e local de falecimento:          13 de fevereiro de 2022      Casa Betânia, NMT
Data e local de sepultamento:       14 de fevereiro de 2022      Passo Fundo, RS

“Tu deste saúde aos doentes, Senhor, mostrando que veio o teu reino de amor.
Contigo queremos os doentes amar, da vida e saúde de todos cuidar”.

Esta estrofe de uma música pode bem expressar o fazer da Irmã M. Amelia, sempre ocupada e preocupada com o bem-estar, especialmente dos enfermos, a quem dedicou grande parte de sua vida.

Amelia Scopel é a filha caçula dos nove filhos de Natal e Leopoldina Kummer Scopel, agricultores.  Aos 18 anos, ingressou na Congregação das Irmãs de Notre Dame, em Passo Fundo, e recebeu o nome de Irmã Maria Susete. Mais tarde, voltou ao seu nome de batismo. Neste ano, a Irmã estaria celebrando o seu Jubileu de Ferro, 65 anos de Vida Religiosa Consagrada.

Irmã M. Amelia profissionalizou-se como Técnica de Enfermagem e fez estudos na área de Administração Hospitalar, exercendo o seu apostolado em hospitais ou em residências para idosos. No início de sua vida profissional, em 1956, as condições dos hospitais eram muito precárias em relação ao tratamento dos pacientes, a estrutura, aos profissionais, aos equipamentos e mesmo aos conhecimentos do setor. Por isso, os próprios médicos orientavam o pessoal de apoio e, foi assim, que a Irmã M. Amelia foi se aprimorando no atendimento aos enfermos. Além de se dedicar aos doentes, coordenando a Enfermagem, também coordenava a comunidade das Irmãs e era uma grande colaboradora nos encontros de irmãs na Província.  Seu entusiasmo e alegria transbordavam nesses encontros, contando histórias e partilhando experiências.

Irmã Maria Amelia era proativa e sempre encontrava um jeito de participar e de ajudar. Além da área da saúde, possuía um dom especial para o cultivo de plantas, hortaliças e a poda de árvores frutíferas. Repetidamente, era convidada pelas irmãs para conferir o pomar das comunidades ND e orientá-las quanto aos cuidados com o mesmo para colher muitos e saborosos frutos, atividade que desempenhava com grande alegria.

Em Espumoso, a última comunidade que integrou antes de residir na Casa Betânia para tratamento contra um câncer, era integrada na Pastoral da Saúde, na Pastoral da Esperança e nos grupos de famílias, além de ser ministra extraordinária da Eucaristia.

Após um longo período de tratamento e de sofrimento, partiu para junto de Deus, onde gozará do merecido descanso e da recompensa por sua doação incansável em prol dos irmãos enfermos e demais pessoas tocadas pelo seu apostolado. Descanse em paz!